CCMUSA – Câmara de Comércio Moçambique USA

Moçambique: Mota-Engil oferece obras de recuperação de 1 milhão de dólares após o ciclone Idai

A construtora portuguesa Mota-Engil está a ajudar o governo moçambicano com obras de recuperação de 1 milhão de dólares, após o ciclone Idai, disse à Lusa o director executivo da empresa, Manuel Mota, na quinta-feira.

“Nós nos oferecemos imediatamente para ajudar com obras de recuperação, serviços de construção e também alimentos e outros itens essenciais através da Fundação Manuel António da Mota”, disse ele.

A Mota-Engil é um dos maiores empregadores em Moçambique com 2.000 trabalhadores e o país representa 20% do volume de negócios da empresa em África.

“As obras que vamos fornecer estão avaliadas em US $ 1 milhão e são assumidas pela empresa”, ressaltou o CEO, embora nenhum dos 20 locais de trabalho tenha sido afetado pelo ciclone Idai.

“Trabalhamos em Moçambique há muitos anos, o país é nosso principal cliente, por isso é hora de mostrar nossa solidariedade”, concluiu.

Cerca de 400 pessoas morreram na passagem do ciclone através de Moçambique, Malawi e Zimbábue, segundo dados provisórios divulgados pelas autoridades dos países.

O presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, anunciou na terça-feira que 350.000 estavam em risco e decretou o estado de emergência nacional. Ele também proclamou três dias de luto nacional.

A Cruz Vermelha Internacional disse que pelo menos 400.000 pessoas estão deslocadas na Beira devido ao ciclone, chamando-a de “a pior crise humanitária do país”.

Com fortes chuvas e ventos de até 170km / h, a tempestade atingiu a Beira (centro de Moçambique) na noite de quinta-feira, deixando aproximadamente 500.000 moradores sem energia e linhas de comunicação.

Partilhar:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on print
Print
Mais

Artigos Relacionados