CCMUSA – Câmara de Comércio Moçambique USA

FMI elogia recuperação do país pós ciclones Idai e Kenneth

O Diretor-geral Adjunto do Fundo Monetário Internacional diz que Moçambique está a recuperar bem do impacto devastador dos ciclones Idai e Kenneth. Tao Zhang defende que as reformas políticas em curso devem ser implementadas nos próximos três anos.

Tao Zhang manteve, hoje, um encontro, à porta fechada, com o ministro da economia e Finanças, Adriano Maleiane, e o Governador do Banco de Moçambique. À sua saída o Diretor-geral Adjunto do Fundo Monetário Internacional (FMI) elogiou as reformas macroeconómicas em curso no país.

“Nós tivemos boas discussões e revimos os principais temas. Estou particularmente satisfeito com o desempenho económico, que tem estado bom e o país está a recuperar bem do impacto devastador dos ciclones tropicais Idai e Kenneth, registados no ano passado”, avançou o responsável.

Sobre a recuperação em relação aos ciclones Idai e Kenneth, Zhang disse não ter dúvidas que  “resulta de boas políticas e reformas que tem estado a ser implementadas nos últimos três anos. Nós esperamos que as políticas e reformas continuem nos próximos três anos, em particular em áreas que promovam a estabilidade macroeconómica e as reformas estruturantes incluem as reformas governamentais”.

Olhando para o futuro e desafinado o novo Governo de Filipe Nyusi, o Diretor-geral Adjunto do FMI avançou que estava convictos que se a nova liderança do Presidente e seus colegas continuar a implementar este conjunto de políticas e reformas macroeconómicas, o país terá uma perspectiva positiva e  que o Fundo Monetário Internacional mantém o comprometimento de trabalhar com o Governo e a população de Moçambique.

A visita de Tao Zhang a Moçambique acontece numa altura que está em cima da mesa a retoma ou não do apoio ao Orçamento do Estado por parte dos parceiros de cooperação, em particular do FMI e o Banco Mundial.

Desde 2016, altura que se tornou público o escândalo das dívidas ocultas em Moçambique, o FMI e outros parceiros de cooperação suspenderam o apoio ao Orçamento do Estado moçambicano. Umas das questões que se coloca é que há desenvolvimentos  do caso na justiça moçambicana, uma das condições colocadas pelos parceiros para a retoma de  ajuda ao orçamento, mas ainda não houve um posicionamento claro dos parceiros de cooperação.

Recorde-se que Ricardo Velloso, chefe da missão do FMI que visitou Maputo, em Novembro passado, disse que se o Governo moçambicano tiver interesse em conversas sobre um possível programa de apoio financeiro, o FMI estava aberto a esse pedido.

A messa abertura tinha sido dada por Abebe Selassie, Diretor do Departamento de África do FMI, em declarações à Lusa, em Washington, a 18 de Outubro de 2019.

Fonte: O Pais

Partilhar:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on print
Print
Mais

Artigos Relacionados

Juste quoi Filles Vouloir

Cela a été du sujet principal de films, livres et many conversations: exactement qu’est-ce que females want? Spécifiquement, nous savons tous, hommes, qu’il pourrait regarder

Knowing The Lockering Dating Trend

Now That School’s Right Back, Will You Be At Risk Of Obtaining ‘Lockered’? Ahhh, autumn. Possibly the many poetic season. A time of modification, an

Насилие без раскаяния Закон і Бізнес

Кремль отрицает какие-либо обвинения, в том числе относительно того, что командиры знали о сексуальном насилии, которое совершают солдаты. Через некоторое время мужчины ушли, и она