CCMUSA – Câmara de Comércio Moçambique USA

Banco Mundial alerta para queda de investimento nas zonas rurais de Moçambique

Numa altura em que mais de 60 por cento da população moçambicana vive em zonas rurais, o Banco Mundial chama atenção para a redução crescente do investimento nessas regiões.

Em comunicado sobre a Actualidade Económica de Moçambique, a instituição financeira internacional refere que o Governo moçambicano deve investir em infra-estruturas básicas se quiser aumentar a igualdade de oportunidades e tornar o crescimento mais inclusivo.

“O relatório constata que, no geral, a diferença tem crescido entre as áreas rurais e urbanas, especialmente nas partes rurais das províncias centrais e do norte de Moçambique – as mais pobres”, lê-se no comunicado de imprensa a que “O País” tem acesso.

O relatório recomenda “metas específicas para alcançar áreas carentes no Plano Quinquenal do Governo e no Plano Económico e Social, adotando uma abordagem prospetiva para atingir áreas com populações crescentes e continuando a reduzir ineficiências na alocação”.

Para que os investimentos bilionários esperados na indústria do gás natural resultem em benefícios reais para a população, o Banco Mundial recomenda também a actualização das fórmulas de distribuição do orçamento para cobrir o défice de investimento nas zonas rurais.

O fortalecimento da mobilização das receitas municipais utilizadas para financiar o investimento urbano é outra alternativa que o Banco Mundial aponta como saída para libertar esses recursos financeiros para as áreas rurais.

Porém, o Banco Mundial entende que desde 2016, os cortes no orçamento de investimentos ajudaram a melhorar a composição dos investimentos, à medida que as alocações para gastos administrativos diminuíam.

De acordo com a Atualidade Económica de Moçambique do Banco Mundial, o crescimento deverá cair para 2,3 em 2019, depois de ter atingindo 3,3% em 2018, devido à queda da produção do carvão e o impacto dos ciclones na produção, principalmente agrícola.

Fonte: O País

Partilhar:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on print
Print
Mais

Artigos Relacionados